Avaliar a qualidade do código de barras
Avaliar a qualidade do código de barras

Avaliar a qualidade do código de barras

Diferentes tipos de mídia podem exigir diferentes configurações de tonalidade. Esta seção contém um método simples, mas eficaz, para determinar a tonalidade de escuro ideal para imprimir códigos de barras que estejam dentro das especificações.
Durante o autoteste AVANÇAR, as etiquetas são impressas em diferentes configurações de tonalidade de escuro em duas velocidades de impressão diferentes. A tonalidade relativa e a velocidade de impressão são impressas em cada etiqueta. Os códigos de barras dessas etiquetas podem ter classificação ANSI para verificar a qualidade de impressão.
Durante esse teste, um conjunto de etiquetas é impresso em 2 ips e outro em 6 ips. O valor de tonalidade de escuro começa em três configurações abaixo do valor da tonalidade atual da impressora (tonalidade de escuro relativa de –3) e aumenta até que o valor da tonalidade seja três configurações mais alto que o da tonalidade atual (tonalidade de escuro relativa de +3).
  1. Imprima uma etiqueta de configuração para mostrar as configurações atuais da impressora. (Consulte Etiquetas de configuração.)
  2. Desligue (O) a impressora.
  3. Mantenha
    FEED
    (AVANÇAR) pressionado enquanto liga (I) a impressora. Mantenha
    FEED
    (Avançar) pressionado até que a primeira luz do painel de controle apague.
    A impressora imprime uma série de etiquetas a várias velocidades e com definições de tonalidade mais altas e mais baixas do que o valor de tonalidade mostrado na etiqueta de configuração.
    Etiqueta de teste FEED (Avançar)
  4. Inspecione as etiquetas de teste e determine qual tem a melhor qualidade de impressão para a aplicação. Se você tiver um verificador de código de barras, use-o para medir barras/espaços e calcular o contraste de impressão. Se você não tiver um verificador de código de barras, use o leitor do sistema ou uma verificação visual para escolher a configuração de tonalidade ideal com base nas etiquetas impressas no autoteste.
    Avaliar a qualidade do código de barras
    Aparência
    Descrição
    Etiquetas muito escuras
    Bastante óbvio. Elas podem ser legíveis, mas não estar “dentro das especificações”
    • As barras de código de barras normais aumentam de tamanho.
    • As aberturas em caracteres alfanuméricos pequenos podem ser preenchidas com tinta.
    • Os códigos de barras girados têm barras e espaços em execução juntos.
    Etiquetas levemente escuras
    Não tão óbvio quanto as etiquetas muito escuras.
    • O código de barras normal será “dentro das especificações”
    • Caracteres alfanuméricos pequenos ficarão em negrito e poderão ser ligeiramente preenchidos.
    • Os espaços de código de barras girados são pequenos quando comparados ao código “dentro das especificações”, possivelmente tornando o código ilegível.
    Etiquetas “dentro das especificações”
    Apenas um verificador pode confirmar se as etiquetas estão "dentro das especificações", mas elas geralmente têm algumas características visíveis.
    • O código de barras normal terá barras completas e uniformes, além de espaços claros e distintos.
    • O código de barras girado terá barras completas e uniformes, além de espaços claros e distintos. Embora possa não parecer tão bom quanto um código de barras levemente escuro, o código de barras estará “dentro das especificações”
    • Nos estilos normal e girado, pequenos caracteres alfanuméricos parecerão completos.
    Etiquetas levemente claras
    Em alguns casos, elas são preferidas para os códigos de barras “dentro das especificações”.
    • Os códigos de barras normais e girados estarão “dentro das especificações”, mas caracteres alfanuméricos pequenos podem não estar completos.
    Etiquetas muito claras
    Elas são óbvias.
    • Os códigos de barras normais e girados têm barras e espaços incompletos.
    • Caracteres alfanuméricos pequenos não podem ser lidos.
  5. Observe o valor relativo de tonalidade e a velocidade de impressão impressa na melhor etiqueta de teste.
  6. Adicione ou subtraia o valor de tonalidade relativa do valor de tonalidade especificado na etiqueta de configuração. O valor numérico resultante representa o melhor valor de tonalidade de escuro para essa combinação específica de etiqueta/fita e velocidade de impressão.
  7. Se necessário, altere o valor da tonalidade de escuro atual para o valor da tonalidade selecionada da etiqueta de teste.
  8. Se necessário, altere a velocidade de impressão para a mesma velocidade da etiqueta de teste selecionada.